Destaque Amador Honda Racing | Rodrigo Guimarães acelerando as CRF’s nacionais e importadas

Foto: Photofroes

No destaque amador desse mês iremos contar a história de Rodrigo Guimarães, um apaixonado por duas rodas desde criança por influência de seu pai, Ivan Guimarães.

O piloto ganhou sua primeira moto aos 8 anos de idade, quando ainda morava no Japão, lá o piloto acelerou por pouco mais de 1 ano, mas devido as dificuldades, a família teve que se desfazer da moto e retornar ao Brasil.

De volta ao Brasil, Rodrigo e seus pais ainda levaram um tempo até se estabilizar, e finalmente poder estar de volta ao esporte. Aos 13 anos Rodrigo e seu pai já estavam acelerando com as motos nacionais, onde seu pai Ivan Guimarães, era um grande nome da categoria naquela época.

“As coisas não eram fáceis e não tínhamos condições de termos duas motos, sendo assim eu e meu pai dividíamos uma única moto.”

Rodrigo e Ivan Guimarães.
Foto: Arquivo Pessoal

O pessoal de Registro SP, cidade onde reside Rodrigo, sempre acompanhou de perto a sua trajetória de muita luta para se manter no esporte, dessa forma o piloto e seu pai receberam apoios importantíssimos e de grande valia.

Com os apoios garantidos Rodrigo e Ivan conquistaram uma série de títulos regionais e geravam grande destaque, mesmo com dificuldades em se manter no esporte, o talento falava mais alto.

Novamente por questões financeiras os pilotos tiveram que se afastar das pistas. Tempo depois Rodrigo perdeu seu pai e companheiro em um acidente de trânsito. A partir daí as coisas ficaram ainda mais difíceis para o piloto, e o motocross se tornava algo ainda mais incerto.

“Foi um momento muito difícil, as coisas viraram de cabeça para baixo, vendi a moto e novamente tive que me afastar do esporte, mas alguns anos depois, mais uma vez contando com apoio dos amigos, consegui a voltar a fazer o que eu mais amo”.

Ano após ano a situação foi se acertando e Rodrigo foi progredindo com suas motocicletas, a partir de 2012, com uma motocicleta importada, o piloto começou a encarar as competições e os resultados foram excelentes, acumulando títulos, e vitórias nos regionais, Paulista e com participação no Arena Cross e Brasileiro de Motocross.

Rodrigo ao lado de suas CRF’S e suas inúmeras conquistas obtidas no esporte.
Foto: Arquivo Pessoal

O piloto já passou por diversos modelos da Honda e se identifica demais com a marca.

“Já tive uma Tornado, CR 250, CRF 230F, hoje possuo uma CRF 450R 2020 e uma CRF 250F, e posso garantir que a Honda é parte da minha história no esporte.”

 Em 2015 o piloto voltou as motocicletas Honda, e os resultados continuaram em alta, mesmo sendo um piloto amador, e com uma rotina bastante corrida por conta do trabalho.

“Depois que voltei a pilotar a Honda CRF 450R as coisas melhoraram de forma significativa, sempre me identifiquei muito com as motocicletas da Honda, pra mim um grande ponto positivo dos modelos, é a ciclística, algo completamente diferente de qualquer outro modelo e que encaixa perfeitamente com meu estilo de pilotagem.”

Rodrigo acelerando com a sua CRF450R.
Foto: Photofroes

Além de sua experiência com os modelos importados, Rodrigo passou pela CRF 230F e recentemente adquiriu uma CRF 250F.

Rodrigo Guimarães em ação com a sua 250F no Brasileiro de Motocross.
Foto: Photofroes

“Sempre gostei da CRF 230F, mas a CRF 250F é outro nível, com mais tecnologia e uma potência bastante significativa, a moto é fantástica e me surpreendeu muito de forma positiva.”

Apesar da trajetória desafiadora mesmo sendo um piloto amador, Rodrigo nunca desistiu de seus objetivos e as motocicletas Honda sempre fizeram parte da carreira do piloto que acompanhou de perto todo desenvolvimento e evolução dos mais variados modelos de motocicleta.

Continue arrastando para cima ☝☝☝ para conferir todos os patrocinadores do site Show Radical 👇⚡! 

– Clicando no anuncio das empresas você é direcionado ao site da marca!