Marcello Leodorico #44 abriu o jogo sobre planos e futuro no BR e nos EUA para o site Show Radical

Aproveitamos o momento de retomada das atividades no mundo todo para bater um papo massa com uma das promessas do motociclismo Brasileiro a nível internacional, o jovem goiano, Marcello Leodorico #44 que desde muito cedo começou a competir nos EUA e hoje é membro de uma equipe de fábrica oficial no nível amador do motocross norte americano. Um grande feito que o deixa a um passo de um futuro promissor no profissional, conheça nas próximas linhas um pouco da história de Leodorico, os planos e os próximos passos desse “brazuca” que promete muito aos fãs do Off Road nacional. 

SR: Primeiramente seja muito bem vindo ao site Show Radical “Marcelinho”, é uma honra para nós poder trocar essa ideia com você e apresentar ao nosso público um pouco mais de como anda sua carreira. 

ML: A honra é toda minha, pra mim é um prazer poder compartilhar minha história com o site Show Radical e todo esse seu público apaixonado por duas rodas e por esse belo trabalho que vocês fazem. 

SR: Como você iniciou sua carreira no Brasil e internacionalmente? 

ML: Bom eu comecei com 3 anos de idade mas só comecei a correr com os 6, iniciei em provas estaduais e depois fui correr o Brasileiro, fui campeão Goiano pela primeira vez em 2011 e daí pra frente minha família foi vendo que eu gostava e tinha talento. Em 2016 participei do Mini’Os na Flórida e graças a Deus tive um resultado muito bom, como eu também fui para passeio meu pai gostou muito de lá por ser um país de primeiro mundo tudo era diferente, e então não paramos mais de ir para os EUA e assim fui aos poucos fazendo minha carreira por lá!

SR: Quando e como surgiu essa oportunidade de andar num time de fábrica nos EUA, como você e sua família receberam essa notícia? E como tem sido pra você desde que entrou para o time? 

ML: Bom primeiro passei por todas as categorias de base e tive um título em cada uma, no ano passado eu tive a honra de correr o Loretta Lynn’s e com muito treino e dedicação consegui ser vice campeão e depois dali eu fui chamado pelo Myron Short e pelo Larry Brooks da BarX Suzuki para assinar o contrato e então veio a realização desse grande sonho!

SR: E como é pra você quando está de volta em casa, pilotar uma moto que não temos em ação no território Brasileiro, sabemos que nesse tempo de pandemia você está de volta ao Brasil, como está se desviando dessa situação? 

ML: Bom está sendo difícil para todos não só aqui no Brasil mas no mundo todo, desde que cheguei adquiri uma RMZ 450cc do modelo novo que consegui comprar semi nova por aqui para seguir meus treinos no mesmo modelo de moto da equipe nos EUA, venho treinando com todos os cuidados necessários e seguindo com pensamentos positivos de que em breve estarei de volta nos gates do Brasil e dos Estados Unidos!

SR: E em relação a pandemia sabemos que sua equipe acabou te pedindo para vir se proteger em casa e no meio disso tudo tivemos o fechamento das fronteiras e você acabou impedido de embarcar para o Loretta Lynn’s, como foi pra você ficar de fora dessa importante competição e como a equipe acatou tudo isso? 

ML: Particularmente fiquei bem triste, mas desde que voltei mantenho contato direto com os diretores da equipe quase que diariamente e eles entenderam bem todo desconforto dessa situação e me apoiaram dizendo que seguem esperando o retorno da normalidade de todas as situações, dentre isso está saindo meu visto de atleta onde terei livre acesso. Eles pediram pra que eu ficasse bem pois eles me amam muito, essas foram as palavras da equipe para mim!

SR: Estando no Brasil em treinamentos e já próximos do inicio do Brasileiro de Motocross, existe realmente alguma possibilidade de você participar do nacional de MX nessa temporada? E se caso participar como seria a questão das motos, como lidaria com isso novamente esbarrando na questão da Suzuki não ter nenhuma atividade no off road Brasileiro? 

ML: Infelizmente essa possibilidade está descartada para esse ano, no meio disso tudo não conseguimos importar uma moto de 250cc da equipe dos EUA para que eu pudesse correr aqui, como não temos mais Suzuki no Brasil só consegui um modelo de 450cc semi novo para manter os treinos ativos e devido ao contrato com a equipe não posso participar em outras marcas, dessa forma está 100% descartada a minha participação no Brasileiro de MX, uma pena!

SR: Como fica o contrato com o time já que literalmente nosso 2020 ficou para a história, você mesmo praticamente não pode trabalhar em prol do seu time, mesmo assim seguirá na equipe para 2021? 

ML: Sim, está tudo certo e confirmado para seguir na BarX Suzuki em 2021.

SR: Muitas vezes vemos fãs Brasileiros com certa raiva das motocicletas Suzuki aqui no Brasil, mesmo sabendo que a marca tem um histórico gigante de campeã no mundo todo, pra você Marcello como está sendo sua experiência com a moto, como ela é e basicamente o que tem de especial na moto que você pilota? 

ML: A moto é excelente sem dúvidas uma das melhores motos que eu já andei, a moto é compacta, leve, boa de curva é realmente incrível, posso dizer que sou apaixonado pela minha RMZ, nas motos oficiais da equipe temos tudo de melhor em termos de equipamentos, peças e preparações, tudo é especial, preparado e das melhores marcas do mercado, uma verdadeira Factory Bike!

SR: Veremos o Marcello no gate dos EUA ainda esse ano? Qual o próximo compromisso possível de se cumprir na agenda de lá? 

ML: O meu próximo compromisso nas provas americanas é em Ponca City no dia 15/10 espero com muita positividade estar presente por lá, se tudo der certo vocês poderão me ver competindo ainda esse ano e claro com todas as notícias aqui no site Show Radical!

SR: E pra finalizar quais suas metas e expectativas para 2021 juntando Brasil e EUA, também pode aproveitar o espaço pra fazer seus agradecimentos e deixar os abraços pra galera! 

ML: As expectativas são as melhores possíveis, não vejo a hora de poder voltar para os EUA e me juntar ao meu time para terminar de cumprir o calendário 2020 por lá, seguir firme para 2021 e fazer todo o possível para no próximo ano conseguir conciliar o Brasileiro de MX com as provas americanas. Aproveito o espaço para deixar um abraço a todos vocês que acompanham minha carreira e torcem por mim, um muito obrigado ao Tiago Show Radical pelo espaço e pelo excelente trabalho no nosso esporte e a todo mundo que acompanha o site Show Radical é um prazer poder falar com vocês por aqui!

Continue arrastando para cima ☝☝☝ para conferir todos os patrocinadores do site Show Radical 👇⚡!

– Clicando no anuncio das empresas você é direcionado ao site da marca!