Six Days 2021 chega a metade, saiba como está o desempenho dos pilotos brasileiros

Bruno Crivilin Foto: Dines Zamai

O Six Days chegou a metade das disputas nessa quarta feira. Realizado na Itália, a “Copa do Mundo do Enduro” está sendo representada por grandes nomes brasileiros da modalidade que a cada etapa conquistam grandes feitos nessa prova com os maiores pilotos mundiais.

Nos dois primeiros dias de disputas os pilotos brasileiros conquistaram resultados sólidos, sob muito calor e um circuito com muita poeira. A equipe brasileiro conquistou a 8ª colocação entre países no primeiro dia, e a 12ª no segundo dia de disputas.

“Os primeiros dias foram muito positivos para os pilotos brasileiros, os pilotos estão em um ritmo muito bom. As motos estão perfeitas e as expectativas são as melhores possíveis, levando em conta que nossa seleção está completa e bastante confiante”, comentou Maurício Brandão, diretor do Campeonato Brasileiro de Enduro que também está presente na competição.

Bruno Crivilin, Vinicius Calafati, Patrik Capila e Gustavo Pellin.
Foto: Dines Zamai

No terceiro dia mais uma vez os brasileiros fizeram bonito. Bruno Crivilin (E1); Patrik Capila (E2); Vinícius Calafati (E2) e Gustavo Pellin (E3) mantiveram o time verde e amarelo na 12ª posição no World Trophy, mas com o décimo lugar da Finlândia a apenas 30s – o país europeu é uma das forças mais tradicionais da modalidade. Como nos dias anteriores, os mais de 600 pilotos que disputam a competição enfrentaram um percurso de 195km com seis especiais cronometradas.

Crivilin é o oitavo em sua categoria (28º no geral) com a Honda CRF250RX da S2 Motorsport – está na zona da medalha de ouro e à frente de nomes consagrados como o do espanhol Cristobal Guerrero. Estreante na competição, Calafati (Honda Racing Brasil) mantém um ritmo consistente e ocupa a 25ª posição na E2. Na mesma categoria, Capila (Beta) se recupera do tempo perdido na véspera com problemas no freio dianteiro após uma queda e aparece em 37º. Gustavo Pellin, também com uma Beta, aparece em 23º na E3, a classe para as motos de maior cilindrada. O melhor na geral é o espanhol Josep Garcia (KTM/E2).

Na categoria Club (disputa individual aberta a quem não forma os quartetos nacionais), o mineiro Fernando ‘Juruna’ (KTM 350 EXC) é outro que faz bonito em sua primeira experiência no Six Days, 13º na C3. O diretor de Enduro da CBM Maurício Brandão (Beta/C2) e Guto Constantino (Beta/C1) também seguem na disputa.

Maurício Brandão, Fernando Juruna e Guto Constatino.
Foto: Dines Zamai

Nesta quinta-feira (2) os competidores deixam de lado o percurso dos três primeiros dias e partem para outro de 198 quilômetros traçado no Vale Curone, na província do Piemonte. São seis especiais, sendo três cross tests.

Para acompanhar os resultados em tempo real, CLIQUE AQUI.

Continue arrastando para cima ☝☝☝ para conferir todos os patrocinadores do site Show Radical 👇⚡! 

– Clicando no anuncio das empresas você é direcionado ao site da marca!