Ficha Técnica Honda Racing | Conheça a CRF 450R 2021 de Ken Roczen

Para o quadro Ficha Técnica Honda Racing desse mês, trouxemos a vocês a CRF 450R mais famosa do planeta, utilizada pelo piloto referência em todo mundo, o alemão e multicampeão Ken Roczen, que representa a equipe HRC (Honda Racing Corporation).

Recentemente, nosso repórter fotográfico Tiago Lopes, esteve na região da Califórnia, EUA, através do projeto American Dream 2021, e acompanhou de perto algumas ações da equipe HRC. Ele ainda aproveitou para nos trazer bastante conteúdo e informações sobre a moto mais cobiçada do mundo off road.

As motocicletas de fábrica possuem uma série de tecnologias, as equipes buscam melhorar a relação peso/potência, e substituem diversas peças e acessórios por itens de carbono e titânio, que além de serem mais leves, tem a resistência elevada.

A moto requer diferentes acertos de acordo com a modalidade em disputa. Do Supercross para o Motocross, grande parte dos acertos são alterados, sendo acertos específicos para cada um deles, algumas coisas que vamos citar nessa matéria, são referentes aos acertos feitos para a disputa do Motocross.

A CRF 450R de Roczen, possui guidão Renthal médio, manoplas Renthal super macias, manetes ARC e pedaleiras em titânio, na mesma posição que as originais.

As CRF’s da equipe HRC, são equipadas com suspensões Showa Kit A. O topo da gama quando o assunto é tecnologia e alta performance em suspensões, o grande diferencial desse modelo, é a grande possibilidade de acertos, e o fato de não perderem rendimento durante as baterias de corrida, que duram pouco mais de 30 minutos, com muitos buracos, canaletas, grandes saltos e vários outros desafios que exigem muito da suspensão.

As tampas de embreagem Hinson, são desenvolvidas especificamente para a equipe, aliando leveza e resistência.

O piloto alemão opta por deixar a parte traseira mais alta e as suspensões dianteiras também mais altas. No ponto de vista dele, essas mudanças facilitam ainda mais na hora de curvar a moto.

No motor, a potência é reduzida em relação ao Supercross. No Supercross, devido as pistas serem mais travadas, com longos saltos e pouco espaço para aceleração, a moto tem que ser muito agressiva, com maior potência em baixas rotações, para que a moto tenha resposta imediata.

No motocross são duas baterias de 30 minutos em pistas mais fluídas, portanto um motor  com menos potência, se torna mais fácil e confortável para pilotagem, levando em conta que a pista é mais aberta e não há tanta necessidade em ter respostas imediatas do motor. Graças a parceria da HRC, as motos do time são equipadas com os escapamentos Yoshimura que dão um ganho a mais na resposta de aceleração.

A bomba dágua e o bloco do motor são protegidos com protetores de carbono. Na parte frontal do radiador uma tela é colocada com o objetivo de proteger de pedradas e coisas do tipo.

Citamos aqui um pouco das preparações e acertos realizados na CRF mais cobiçada do planeta, dona de importantes títulos e muitas disputas nos maiores campeonatos do mundo.

Continue arrastando para cima ☝☝☝ para conferir todos os patrocinadores do site Show Radical 👇⚡! 

– Clicando no anuncio das empresas você é direcionado ao site da marca!