Teste | Qual a melhor moto 2021 de 450cc das 7 marcas atuais

2021 chega cheio de novidades e um crescimento exponencial no mercado off road mundial, agora são 7 grandes fábricas disputando títulos e espaço nas garagens dos apaixonados por competição. Por conta da pandemia nós do Show Radical até o momento testamos apenas as novidades da Kawasaki versão 21 no fim do último ano, as demais marcas que atuam com expressão no nosso país ainda não disponibilizaram os tradicionais testes para a mídia no nosso país. E diferentemente dos EUA por exemplo onde os testes são feitos com todas as marcas juntas na pista, para nós aqui quando há a oportunidade de ter contato com os lançamentos é uma marca por vez, o que acaba prejudicando nossa possível noção de diferenças caso elas fossem apresentadas todas juntas para que pudéssemos fazer um comparativo como é feito lá fora.

Por esse motivo e movidos a inúmeras mensagens do nosso público, decidimos buscar informações, dados e conteúdos com nossos parceiros internacionais, para podermos divulgar em solo nacional as principais mudanças de cada uma das grandes marcas atuais, as informações e curiosidades das novas 450cc 2021 que estarão disponíveis para o mercado nessa temporada!

Temos uma safra recorde de marcas de motos, então dedicamos nosso tempo para garantir que déssemos a cada uma delas uma avaliação justa e completa. Isso inclui a recém-chegada ao mundo do motocross: a GasGas MC450F. Também incluímos a Suzuki RM-Z450 inalterada. Essas duas vão enfrentar a nova Honda CRF450R, a Husqvarna FC450, a Kawasaki KX450, a KTM 450SX-F e a Yamaha YZ450F.

HONDA CRF450R

A chegada da Honda CRF450R 2021 é uma grande notícia. Os escapes duplos sumiram, ela tem um novo chassi com uma traseira nova e – nunca pensamos que isso aconteceria – uma embreagem hidráulica. O cabeçote agora usa uma porta de exaustão localizada centralmente levando a um único escapamento. O quadro é novo e a Honda diz que é mais leve em cerca de 1 quilo. Colocamos a moto de teste na balança e descobrimos que ela pesa 105kg sem combustível. Isso a torna a mais leve das 450 japonesas.

Na pista, a Honda é loucamente rápida. Parece que é a mais poderosa de todas as 450cc 2021. Ela começa forte em baixas rotações e, em seguida, continua acelerando e acelerando. Os profissionais vão adorar, mas há um problema com o fornecimento de energia que deve ser resolvido. Há um soluço baixo que pode te pegar desprevenido. É uma hesitação momentânea na abertura inicial do acelerador. O mapa dois deve ser uma opção amigável para iniciantes, mas por incrível que pareça, não ajuda muito. Ele mata o torque de baixa e cria um buraco difícil de sair. Além disso, o soluço é mais pronunciado. No mapa três, o problema ainda está lá, mas o motor é muito mais responsivo em baixas velocidades que você supera rapidamente. Em geral, a maioria dos pilotos ainda preferem o mapa um. Você aprende a contornar o problema. A nova embreagem é muito, muito melhor.

A CRF450R ainda é uma moto de manuseio rápido com um toque leve e uma sensação de resposta. Pilotos agressivos podem mergulhar em curvas com o acelerador acionado e cortar para dentro com muito pouco esforço. Os pilotos mais conservadores podem se limitar ao interior e guiar seu caminho em uma curva. Não importa quem você seja, no entanto, pode ser necessário fazer algum esforço para configurar a suspensão. A configuração padrão é um pouco desequilibrada. Tivemos vários pilotos de teste que pesavam entre 70 e 80 quilos, e todos eles concordaram que a melhor solução era aumentar a taxa da mola traseira. 

A Honda fez um bom trabalho com esta moto, especialmente considerando que a Covid-19 bateu bem quando eles estavam finalizando coisas como ajustes de suspensão e mapeamento. Está claro que está inacabado e há rumores de que a Honda oferecerá um mapa atualizado no nível da concessionária. A Honda já está boa e mal podemos esperar para ver como pode ser muito melhor. O preço sugerido para a Honda CRF450R 2021 é de $ 9599 dólares nos EUA.

YAMAHA YZ450F

 Para 2021, não há absolutamente nenhuma mudança mecânica para a YZ450F. Isso nunca aconteceu antes, mas estamos bem com isso. Caso você não esteja atualizado sobre a história das YZ, 2018 foi o último ano realmente grande. Foi um remake total do quadro e do motor. A Yamaha também apresentou o aplicativo para smartphone Power Tuner naquela época. É claro que a Yamaha estava à frente do jogo nisso. KTM, Husqvarna e Suzuki estão indo para um sistema semelhante para 2021. Nesses casos, você deve comprar um transmissor separadamente. Yamaha está incluído com a moto. 

Considerando todas as coisas, a Yamaha provavelmente tem o melhor motor geral do grupo. Em termos de potência absoluta, é muito parecido com a Honda, mas consideravelmente mais suave e fácil de gerenciar – tanto que é um pouco entediante. Depois de um breve período de oscilação bem no fundo, ele puxa com mais e mais força de uma forma muito linear. Além disso, ele gira mais alto que qualquer outra 450cc. É previsível, tratável e rápido. A maioria dos mapas populares que são passados ​​entre os membros do culto YZ têm como objetivo fornecer um pouco mais de sucesso em algum lugar da pista. Os motores Honda, KTM e Husky têm um pouco de emoção no meio. 

É quase uma reação automática elogiar a suspensão da YZ450F. Ela está no topo do mundo MX há muito, muito tempo e está tão boas como sempre. O mais notável é que todo mundo gosta. Mesmo se você ficar fora do peso médio e do nível de habilidade, é provável que saia da pista feliz. Caso contrário, você pode fazer com que funcione com alguns cliques. Os pilotos geralmente gostam da moto com 106 mm de afundamento de corrida na parte traseira e um pouco menos de amortecimento de compressão na frente e atrás. 

A principal área onde a YZ450F não brilha tanto é na agilidade. Parece uma moto grande, longa e pesada. Com 108 quilos, a Yamaha ainda é 7 quilos mais pesada do que uma KTM 450SX-F e 3 quilos mais pesada que a nova Honda. Ela também tem uma sensação de direção lenta que alguns pilotos gostam, outros não. Some tudo isso e a Yamaha terá muito poucas mudanças em sua coleção de novidades. O preço de varejo sugerido pelo fabricante para a Yamaha é de U$ 9399.

KTM 450SX-F

A nova 450SX-F tem muito poucas mudanças, mas ainda é uma motocicleta muito melhorada. Isso porque a suspensão dianteira tem mudanças importantes que permitem uma comparação muito mais favorável com os garfos de mola helicoidal da Showa e KYB. A KTM não obteve a redução de 10 mm no curso que vimos no Husqvarna FC450, mas obteve um monte de outras mudanças, incluindo uma válvula intermediária no estilo trampolim, um sistema de fundo diferente e um clicker de rebote que não precisa de chave de fenda. A maioria dos afinadores de suspensão dizem que a válvula intermediária é uma virada de jogo para WP e há muito tempo necessária. Tudo isso foi primeiro previsto na Factory Edition, embora o modelo de produção 2021 tenha ainda mais alterações de válvulas, simplesmente porque os engenheiros da WP tiveram mais tempo de teste desde que a Factory Edition foi introduzida.

Se você prestou atenção ao nosso teste em 2020, o resultado final para a KTM foi que a suspensão era a maior deficiência da moto. Não era terrível de forma alguma, mas a KTM simplesmente não era tão confortável quanto as 450 japonesas. A WP fechou a lacuna. Em particular, em pequenos cortes e arestas vivas, o novo design oferece uma sensação muito melhor do que você poderia conseguir com a configuração anterior. Ainda há pilotos que nunca aceitam completamente as suspensões a ar. Tem a ver com feedback e sentimento. Motos como Yamaha e Kawasaki oferecem uma conexão mais direta com a pista e permitem que você procure os últimos pedacinhos de tração.

Todas as outras coisas que amamos na KTM ainda estão em jogo. Ele pesa 101 quilos sem combustível. No ano passado, isso tornou a moto mais leve de 450cc. Mas agora está empatado com a nova GasGas por essa honra. Tem uma banda de potência super larga com uma entrega suave e acelera ao infinito. Nós o testamos com a tampa da caixa de ar ventilada no lugar, enquanto a Husky e a GasGas têm as tampas sem ventilação. A KTM tem mais acerto e a tampa da caixa de ar ventilada exagera essa diferença. No início do ano, a KTM anunciou que ofereceria um aplicativo para smartphone para afinação do motor, semelhante ao Yamaha Power Tuner. Ainda não está disponível, mas exigirá a compra de um transmissor. A Yamaha, aliás, tem o transmissor pré-instalado. O MSRP da KTM 450SX-F subiu $ 100 para 2021; agora U$ 10.199.

KAWASAKI KX450

A Kawasaki KX450 ficou completa e totalmente nova em 2019, ganhando novo quadro e motor com partida elétrica e embreagem hidráulica. Ela permaneceu inalterada em 2020 e agora tem três mudanças significativas para 2021. A embreagem foi reprojetada, usando uma mola de disco em forma de concha em vez de molas helicoidais. Isso é semelhante ao design que a KTM usa, que eles chamam de embreagem DDS. A Kawasaki também deu ao pistão um revestimento de lubrificante seco. E, finalmente, a Kawasaki vem com um guidão Renthal Fatbar.

Em primeiro lugar, a embreagem tem uma sensação diferente. Já deu um puxão bem leve. Para 90% do mundo, isso é ótimo, mas a única desvantagem é que, quando você puxa com facilidade, tende a usar excessivamente a embreagem. As Kawasakis nunca tiveram embreagens especialmente duráveis, o que pode levar a uma vida útil curta das placas. Para o registro o piloto Mark Tilley tem metade de uma temporada rodada em sua embreagem da Kawasaki 2020 original e ela ainda está forte. Ainda assim, a nova embreagem deve ser mais durável. A atração inicial é quase igual à anterior, mas fica mais fácil à medida que avança. O engajamento, por outro lado, é mais nítido. Você sabe quando está trancado – há menos sensação de imprecisão. Como observação lateral, nem todo mundo gosta da sensação da hidráulica. Quando Ryan Villopoto foi para a Europa em sua última temporada de corridas, ele começou com uma embreagem hidráulica, então voltou para um sistema de cabo. Devemos dizer que ele é a exceção à regra, no entanto. Praticamente todo mundo gosta da sensação de uma embreagem hidráulica.

O manuseio e a potência ainda são excelentes. Em nossa escala, o modelo 2021 pesa 106 quilos sem combustível. Ela ainda tem uma sensação mais estável e bem plantada do que praticamente qualquer outra 450cc. Isso é o que amamos na versão 2019/2020 e por que ela ganhou os dois últimos comparativos de 450cc. Não é a moto mais rápida da classe. Na verdade, é um dos mais lentos, de acordo com o dinamômetro. Mas você não sai pensando nisso nesses termos. É super liso e fácil de pilotar. Ela acelera de forma limpa sem um desligamento repentino do limitador de rotação. A suspensão também é um ponto forte. É o pacote geral que fez da Kawasaki a moto 450 de motocross favorita no ano passado e no ano anterior. A potência funciona com a suspensão e o manuseio para torná-la uma moto fácil de pilotar. A Kawasaki é vendida por U$ 9399.

GASGAS MC450F

A GasGas tem sido tradicionalmente uma empresa associada a motos de testes e corridas off-road, mas tudo isso mudou no ano passado quando Pierer Mobility – a empresa controladora da KTM – adquiriu o controle acionário lá. Foi assim que surgiu a 2021 MC450F. É a primeira verdadeira moto de motocross com o nome GasGas. Os críticos a acusam de ser outro clone da KTM, mas isso não é verdade. Ele usa um grande número de peças KTM, mas é voltado para um comprador muito diferente. A MC450F é vendido por U$ 9399, que é $ 800 menos que a KTM e $ 900 menos que a Husky. Para o fazer, não tem interruptor de mapa e vem com pneus Maxxis . Possui também diferenças no escapamento, guidão, tripla braçadeira, braço oscilante e aros.

Não queremos colocar lenha na fogueira, mas na pista, a GasGas tem um “sabor” muito diferente da KTM. Isso significa que é muito leve, muito rápida e muito suave. Na escala, tem exatamente o mesmo peso de um KTM 450SX-F, pesando 101 quilos sem combustível, que é um de seus maiores ativos. É uma bicicleta muito fácil de pilotar, por 450 padrões. O poder é ainda um pouco mais suave do que o do KTM. Na pista, a maior diferença entre a GasGas e o KTM é a suspensão. A GasGas é muito mais confortável. Parte disso é devido à taxa da mola traseira (que é mais macia do que a KTM) e parte é devido às válvulas. Caso contrário, é muito semelhante ao do KTM. O garfo pneumático WP XACT 48 tem as últimas atualizações para a válvula intermediária e fundo.  Se você é um piloto particularmente sensível, você também pode escolher que a braçadeira tripla forjada da GasGas é mais flexível, o que pode ser sentido sob grandes cargas G e em velocidade. No que diz respeito à potência, a GasGas é um pouco mais manso do que o KTM, mas tão rápido quanto. Se você quiser mais pressão, pode sempre ventilar a caixa de ar. instale o switch de mapa KTM e talvez vá para um escapamento de reposição. No geral, consideramos a GasGas uma grande adição ao mundo do motocross. Nunca entenderemos aqueles que criticam a KTM por sua história de salvar fabricantes em dificuldades. 

HUSQVARNA FC450

A Husqvarna continua a seguir um caminho evolutivo diferente da KTM. Começamos a ver algumas dicas disso no ano passado; a entrega de potência da Husky foi um pouco mais suave e a suspensão um pouco mais confortável, aparentemente destinada a um piloto mais maduro. Isso faz sentido – Husqvarna é uma marca tradicional que pode significar algo mais para veteranos e pilotos seniores. O preço é mais alto e a imagem é diferente, embora a FC450 compartilhe a maior parte de suas peças com a KTM 450SX-F.

Para 2021, a maior mudança da Husky está no departamento de suspensão. O garfo pneumático XACT AER 48 foi redesenhado com uma válvula intermediária e o curso da suspensão e a altura geral da bicicleta foram reduzidos em 10 mm. Esta é uma mudança que não vem no 2021 KTM 450SX-F. Para fazer isso, WP encurtou o cartucho e o tubo do garfo na frente e, em seguida, mudou a cabeça de choque e a articulação na parte traseira. A ideia era dar a ele um centro de gravidade mais baixo e torná-lo um pouco mais fácil de pilotar. A Husqvarna já tinha uma série de outras diferenças, incluindo uma caixa de ar diferente. Outras mudanças entre KTM e Husky são simplesmente para engajar fontes diferentes; o sistema hidráulico da embreagem é Magura em vez de Brembo, o guidão é Pro Taper em vez de Neken e os aros são DID em vez de Excel. Para 2021, a bicicleta pode ter conectividade de smartphone para alterar o mapeamento e fornecimento de energia. Ao contrário do sistema Yamaha, você precisa pagar a mais por um transmissor. Na pista, a Husky mais uma vez tem uma entrega de força linear e muito suave. Ainda é uma motocicleta rápida, mas como a 450s vai, não é especialmente exigente. As mudanças na suspensão, para nós, são excelentes. Já ficamos satisfeitos com as mudanças nas válvulas do garfo dianteiro na edição Rockstar; só isso foi o maior aprimoramento que ocorreu desde a introdução do garfo pneumático. A diminuição nas viagens e na altura geral foi recebida com um feedback positivo esmagador pelos nossos pilotos de teste. Sean Lipanovich, em particular, era um grande fã. Isso não é surpreendente; ele é meio baixo. Na verdade, bem curto. Mas mesmo Mark Tilley, quem tem mais de 6 pés de altura disse que a bicicleta encurralou com mais facilidade por vontade própria. Agora, a Husky é uma das motos mais fáceis de andar de todas as 450cc. Em nossa escala, a Husky pesa 101 quilos sem combustível. O preço é $ 10.299.

SUZUKI RM-Z450

No início do ano, a Suzuki anunciou a separação das divisões Marinha e Motos. Isso, é o fim do envolvimento da Suzuki com a Joe Gibbs Racing, gerou rumores sombrios sobre o futuro da Suzuki no mundo do motocross. Aparentemente, não há motivo para pessimismo, a Suzuki está desfrutando de um ótimo ano de vendas e anunciou uma linha completa de 2021 que inclui motos de motocross. 

Infelizmente, a Covid 19 atrasou a entrega dessas motos. A RM-Z450 está completamente inalterada em 2021, exceto pelos gráficos. Ela agora oferece uma alternativa legítima para o piloto que não quer pagar por uma bateria ou partida elétrica. A RM-Z450 tem o preço de varejo sugerido mais baixo do grupo. A última grande mudança na moto veio em 2018, quando ela ganhou um novo chassi e largou o garfo pneumático. 

Para o piloto médio, a entrega de força da Suzuki é incrível. É suave e rápido o suficiente para 99,9 por cento dos pilotos americanos. Quanto ao restante, sabemos que há mais potência a ser obtida, simplesmente por causa do recorde da moto na série Lucas Oil Pro Motocross, onde obteve um número desproporcional de holeshots. Para nós, não mudaríamos nada no motor. É um amor. 

Ainda sentimos que a RM-Z é uma das melhores bicicletas de manuseio na classe 450 porque faz curvas sem esforço. Isso não mudou em anos. Diremos, no entanto, que o resto do mundo do motocross descobriu um pouco da magia da Suzuki. Kawasaki, Honda e KTM desenvolveram bicicletas que giram bem e pesam menos. A Suzuki é um menino crescido. Apesar do fato de que não precisa carregar uma partida elétrica, ele pesa 108 quilos sem combustível. Para 2021, a Suzuki ingressou no clube do smartphone. Há um aplicativo que permite que você modifique o avanço da centelha, bem como o mapeamento EFI na pista, depois de instalar um transmissor – que ainda não está disponível nos EUA, mas ouvimos que está a caminho. O preço sugerido do 2021 Suzuki RM-Z450 é $ 8.999.

Fonte: Dirt Bike Magazine

Continue arrastando para cima ☝☝☝ para conferir todos os patrocinadores do site Show Radical 👇⚡!

– Clicando no anuncio das empresas você é direcionado ao site da marca!